“ACALANTO” > por Rita de Cássia Amorim Andrade (categoria: Ritissima-Textos)

Postado por Rita de Cássia ligado ago 30, 2014 em Ritissima-Textos | 2 Comentários

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

ACALANTO


Por Rita de Cássia Amorim Andrade


Dorme meu menino da montanha
Tua mamãe de tão longe te acalanta
E clareia a tua noite escura
Embalando os teus sonhos

Menino de outra mãe nascido
Me aceita no teu coração oriental
Leva-me contigo, na tua lembrança
Minha velha e estranha imagem

Dá-me o teu sorriso meigo
Para eu guardar no amanhã incerto
Das lembranças que ficarão de ti
Quando não puder mais te ninar.

Na minha alma guardarei os teus cabelos,
A tua face morena tão bela
me negando a semelhança
mas me dando a tua voz: mamãe.


LULLABY

By Rita de Cássia Amorim Andrade


Sleep my boy from montain
Your mom so far to lull you
And lightens your dark night
Cradling your dreams

From another mother you’re born
Accept me in your Eastern heart
Take me with you, in your memory
My old and strange image

Give me your sweet smile
For I hold it in uncertain tomorrow
Of memories that will remain from you
When I won’t be able to cradle you.

In my soul I’ll take your hair,
Your so beautiful and brunette face
denying me the similarity
but giving me your voice: Mom.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2 Comentários para ““ACALANTO” > por Rita de Cássia Amorim Andrade (categoria: Ritissima-Textos)”

  1. Ronaldo Mousinho disse em:

    Acalanto, de Rita de Cássia, em quadras livres de metro e rima, bem à concepção contemporânea, pós-moderna, é uma manifestação de acolhimento maternal em sentimento extremoso que nos toca à primeira leitura.

  2. Pedro Pio disse em:

    Simplesmente singelo!

Deixe um comentário:

23 + 9   é igual a   »
Deixe estes dois campos como estão:

IMPORTANTE!
Para enviar seu comentário é preciso informar a resposta ao cálculo acima.